Comentários no Blog

PARA COMENTAR SOBRE OS ASSUNTOS, É PRECISO FAZER O CADASTRO.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

9ª Parada da Diversidade em Teresina - Piauí

Grupo Matizes quer evitar uso de Parada como palanque eleitoral e, para tanto, vai formular consulta junto ao Tribunal Regional Eleitoral.
Eles querem evitar que candidatos oportunistas usem o evento para fazer publicidade e campanhas e explorar o movimento de forma errada. Na oportunidade, gestores do Matizes realizarão consulta para saber sobre a legitimidade do apoio de políticos a luta pelos direitos dos homossexuais no Piauí.
A diretora do Matizes, Marinalva Santana informa ainda que o movimento está se articulando com o Ministério Público Federal com a intenção de fiscalizar as propagandas eleitorais durante a execução da parada.
Segundo ela, o "assédio" tem sido grande. Muita gente está querendo se aproveitar do evento.
Está sendo esperado cerca de 40 mil pessoas e com certeza é um palanque previlegiado para qualquer um.

O evento acontece no dia 27 de agosto.

Grupo Matizes:

O Grupo Matizes é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, cuja missão principal é a defesa dos direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros. Foi fundado em 18 de maio de 2002.
O MATIZES é membro do Conselho Estadual de Direitos Humanos – CEDDH, do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher e filiado às seguintes organizações: Movimento Nacional de Direitos Humanos – MNDH, Liga Brasileira de Lésbicas – LBL, Fórum de Ong/AIDS do Piauí.
Reconhecendo a atuação permanente do Matizes em defesa dos direitos humanos, em 2005 o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos – CEDDH concedeu ao Grupo o Prêmio Estadual de Direitos Humanos (Prêmio D. Avelar Brandão Vilela).
Em novembro de 2008, a Assembleia Legislativa do Piauí aprovou a Lei nº 5611, de 26/11/2008, reconhecendo o Matizes como entidade de utilidade pública.

Procuradoria Geral da Fazenda Nacional aprova inclusão de casais gays no IRPF

União estável comprovada entre casais gays dá direito à inclusão de companheiro(a) no Imposto de Renda.
O parecer foi aprovado pelo Ministro da Fazenda Guido Mantega e deverá ser publicado no Diário Oficial da União até segunda-feira. Segundo o parecer 1503/2010, o casal tem que comprovar pelo menos 5 anos de convívio e o contribuinte poderá ser notificado pela Receita Federal para posterior checagem das informações.

As coisas estão se encaminhando cada vez mais. Isso significa um grande passo rumo ao reconhecimento de nossos direitos enquanto cidadãos (ãs) que pagam seus impostos, ajudando no engrandecimento da Nação...ponto para o governo federal.

domingo, 25 de julho de 2010

Infraero sai na frente!!!

A Infraero em seu novo Acordo coletivo de trabalho, passa a reconhecer a união estável entre pessoas do mesmo sexo. Para tanto, bastará ao empregado apresentar uma declaração feita em cartório comprovando a união.
Com isso, todos os benefícios ficam assegurados ao companheiro ou companheira do empregado.

É isso...estamos caminhando...a cada dia conseguimos uma vitória!!!


Infraero (Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária)

Reações na América Latina após a aprovação do casamento gay na Argentina

O assunto está bombando em toda a América Latina depois que o Senado Argentino aprovou o casamento gay.
Organizações e movimentos sociais pró/contra a aprovação da lei argentina estão se mobilizando em diversos países latino-americanos, pressionando seus governos na luta pelos direitos homossexuais.
A Anistia Internacional em apoio à decisão argentina "recomendou" que os outros países da América Latina façam o mesmo pois, segundo eles, " trata-se de um passo histórico para a igualdade de direitos de lésbicas, gays, bissexuais e trangêneros."

É pessoal...a coisa tá fluindo...vamos aguardar para ver como será aqui no Brasil...as eleições estão aí...antes de votar, analise as propostas dos candidatos...tente perguntar a ele ou ela qual o pensamento em relaçao ao meio LGBTT.

ISSO É MUITO IMPORTANTE!!!

Casarão Brasil abre incrições para Curso de arte brasileira LGBTT

A Associação GLS Casarão Brasil (SP), estará promovendo o curso gratuíto de Arte brasileira voltado para pessoas LGBTT com idade entre 15 e 30 anos. As inscrições são gratuítas.

O curso será ministrado pelo professor Rodrigo Lima e poderá ser estendido à Ong's que trabalhem com diversidade sexual.

As inscrições poderão ser feitas no próprio Casarão Brasil, Rua Frei Caneca, 1057 - Cerqueira Cesar ou pelo telefone (11) 3171-3739.

Lady Gaga dá apoio a aluna lésbica discriminada em escola no Mississipi - EUA

Constance Mcmillen fez fama. A escola onde estudou no Mississipi- EUA, cancelou a festa de formatura porque ela iria vestida com um smoking. Ela processou a escola e ganhou uma indenização de 35 mil dólares...como se não bastasse, foi convidada para o programa de entrevistas de Ellen deGeneris e ainda por cima, recebeu o apoio de Lady Gaga no Youtube.

É isso aí...para a escola, além da indenização a ser paga, restou o compromisso de fazer uma política não-discriminatória.

As coisas estão mudando mesmo!!!

15 mortos na Parada Gay alemã

Duisburg - Alemanha, parada gay reune, segundo estimativas, 1,4 milhões de pessoas. Houve tumulto e, pelo menos, 15 morreram pisoteados, sendo 9 mulheres e 6 homens. Vários tiveram que ser reanimados. A polícia achou por bem continuar com a programação normal por medo de que novos tumultos acontecessem, mesmo porque a maioria das pessoas que lá estavam nada sabiam sobre os problemas que estavam ocorrendo.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Relicários de Frida Kahlo

Exposição de Cristina Bottallo : Relicários de Frida Kahlo

local: Estação São Bento do Metrô
Vitrine da plataforma sentido Jabaquara

data : 10 a 30 de julho 2010

Lei Maria da Penha é muito acionada, mas a agressividade masculina está em alta

Dormindo com o inimigo...

Os dados pesquisados sobre agressões fisicas sofridas por mulheres aqui no Brasil são realmente assustadores. Vejam a seguir:

Pelo menos 2 milhões de mulheres são espancadas por ano por seus maridos e namorados, atuais e antigos;

Essa mesma pesquisa diz que 14% dos entrevistados acreditam que a mulher tem que aguentar as agressões em nome da "estabilidade familiar".

Quando começou o funcionamento do telefone nacional de Atendimento à Mulher (180), houve 14.417 denúncias.

Apóa a aprovação da lei Maria da Penha, em 2006, de janeiro a junho de 2008 foram registrados nada menos que 121.891 atendimentos, número superior a 100%, ou seja, mais que no mesmo período de 2007 (58.417).

O número de ligações ao "ligue 180" solicitando informações sobre a lei Maria da Penha também cresceu de maneira muito significativa ( 346%).

As mulheres estão cada vez mais procurando os seus direitos e seus agressores tem que ser punidos com rigor, afinal de contas, quem ama de verdade não agride nem mata...

obs: fonte de pesquisa revista TPM

Sim ao casamento entre pessoas do mesmo sexo





Astrid Fontenelle e Cazé Peçanha aderiram à campanha: "Sim, eu aceito", que esta solicitando ao Congresso Nacional a aprovação da lei de união civil entre pessoas do mesmo sexo. Essa campanha é promovida pela Associação Cultural MixBrasil. Regina Casé e Betty Faria também apoiarão a causa.

Em comício no Piauí Marina Silva diz que é contra casamento entre pessoas do mesmo sexo

Em comício realizado neste sabado 17/10/2010 no Piauí, a candidata a Presidência da República Marina Silva se posicionou contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo que foi aprovado na Argentina. Ao ser questionada por evangélicos que compareceram ao comício ela disse: " A gente não pode fazer o discurso de ódio contra essas pessoas. Eu não apóio (o casamento gay),mas a minha relação é de respeito e de não promover a discriminação." Ela disse que é a favor do respeito aos direitos civis dos homossexuais e que essas leis devem ser aprovadas pelo Legislativo e não pelo Executivo. Haviam mais ou menos 500 pessoas no comício.

sábado, 17 de julho de 2010

Turismo Gay em alta na Argentina após a aprovação da lei de casamento

O turísmo argentino está comemorando a aprovação d lei de casamento entre pessoas do mesmo sexo. Se Buenos Aires já era uma referência e preferência para o turismo gay, agora então, depois da aprovação da lei, empresários do setor preveem um aumento considerável na chegada dos visitantes homossexuais ao país.
O turismo gay gasta mais e na Argentina, como o peso está mais barato em relação ao dolar e ao euro, os empresários esperam um grande aumento de visitantes. Grandes promoções serão feitas.Será um impacto muito positivo em todos os negócios orientados ao mercado gay.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Argentina aprova a união homossexual

Senadores argentinos ratificaram na madrugada desta quinta-feira, o projeto de lei que autoriza o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país. A votação foi bem acirrada, 33 pró e 27 contra. Com essa decisão, a Argentina passa a ser o primeiro país da América Latina a autorizar o casamento gay.

Fica a esperança para nós de que o mesmo possa acontecer em breve aqui também, afinal, o Brasil vem se destacando no senário mundial como um país que luta contra a discriminação seja ela de que tipo for.

Que o que aconteceu lá para "los hermanos gays argentinos" também aconteça em breve para nós brasileiros.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Malagueta na Off Flip 2010

Vai ser em Paraty no Circuito Off Flip, dia 7 de agosto, a partir das 16 horas na pousada Villa Del Rey.
O encontro será uma conversa informal entre as participantes, aberta a intervenções da platéia, com entrada gratuíta. Eis as debatedoras que serão conduzidas por Laura Bacellar:

Georgina Martins, pesquisadora, professora e autora de 17 obras para crianças e adolescentes, inclusive as pioneiras O menino que brincava de ser e Todos os amores, publicados pela DCL, vai falar sobre a dificuldade de se quebrar preconceitos na literatura.
• Lúcia Facco, pesquisadora e autora de uma série de livros em que trata da homossexualidade feminina, discutirá o tema de sua tese de doutorado e livro publicado pela Summus em 2009 Era uma vez um casal diferente – A temática homossexual na educação literária infantil-juvenil.
• Márcia Leite, educadora, editora e autora de mais de 30 livros para crianças e adolescentes, entre os quais Olívia tem dois papais, publicado pela Companhia das Letrinhas em 2010, e Do jeito que a gente é, lançado pela Ática nesse mesmo ano, vai falar do desafio de tratar da homossexualidade na literatura infantil sem cair nas ciladas do politicamente correto ou da doutrinação.
No nosso site damos várias dicas de como ir, onde se hospedar, onde comer e como aproveitar a deliciosa cidade histórica de Paraty.

2ª. Conversa Lésbica Literária de Paraty – OFF FLIP 2010
7 de agosto, sábado, às 16 horas
Pousada Villa Del Rey
Rua Cinco, 02, próximo ao Portal de Paraty, fone (24) 3371-7568
www.hotelpousadaparaty.com.br

Lésbicas: 10 escritoras brasileiras

Ainda em agosto, dia 28, sábado, a partir das 17h30 na Livraria da Vila da alameda Lorena, 1731, São Paulo, vamos promover o encontro de nada menos do que 10 escritoras lésbicas. É para todos os gostos: mocinhas, moçoilas, sérias, gozadoras, com vários livros, com o primeiro no prelo... mas todas lésbicas e todas envolvidas com a escrita dirigida a nós. Vai ter até uma palhinha da Renata Pallottinni!
Veja a deliciosa variedade de mulheres inteligentes (em ordem alfabética) que comporá o fórum sobre as possibilidades de nossa literatura:

• Adriana Agostini, autora de Lésbicas na TV – The L Word, breve lançamento pela Editora Malagueta.
• Bertha Solares, que publicou dois livros pela Editora Brasiliense: Um ano, dois verões e Dores, amores e pincéis. E numa produção independente do Clube dos Autores: Cidades e destinos.
• Drikka Silva, autora de Glamour, livro no prelo pela Editora Malagueta.
• Karina Dias, autora de Aquele dia junto ao mar pela Editora Malaguet, um dos grandes favoritos das leitoras
• Lúcia Facco, autora de As guardiãs da magia, pela Editora Malagueta; Era uma vez um casal diferente, pela Summus; As heroínas saem do armário: literatura lésbica contemporânea, e Lado B: histórias de mulheres, pelas Edições GLS.
• Mariana Cortez, que também tem um original no prelo pela Editora Malagueta.
• Naomi Conte, autora de A livraria da esquina pelas Edições GLS.
• Stella Ferraz, autora de três obras de temática lésbica publicadas pela Editora Brasiliense: Preciso te ver, Pássaro rebelde e A vila das meninas.
• Valéria Melki Busin, autora de dois livros muito queridos pelas leitoras, publicados pelas Edições GLS: O último dia do outono e Lua de prata.
• E quem prometeu dar também uma palhinha no evento, muito nos honrando com sua presença, foi a poeta e dramaturga Renata Pallottini, autora de importantes trabalhos para teatro e televisão, entre os quais Vila Sésamo, Malu Mulher e Joana.
Dá para perder?

Lésbicas: 10 escritoras brasileiras
28 de agosto, sábado, a partir das 17h30
Livraria da Vila loja da Lorena
Alameda Lorena, 1731, Jardins,
São Paulo, SP, fone (11) 3062-1063

domingo, 11 de julho de 2010

Homofobia é estimulada em escolas públicas por livros de ensino religioso?

Fonte UOL

Segundo dados de pesquisa da UnB (Universidade de Brasília) há preconceito e intolerãncia religiosa nas aulas de ensino religioso que estão sendo ministradas nas escolas públicas do ensino fundamental brasileiro.

No estudo "Laicidade: O Ensino Religioso no Brasil", foram analisados 25 livros de ensino religioso mais utilizados pelas escolas públicas do país e se concluiu que há discriminação, principalmente contra homossexuais, no conteúdo dessas obras.

Segundo a antropóloga Debora Diniz, há um estímulo à homofobia nessas publicações. Nesses livros há termos como: "desvio moral", "doença física ou psicológica", "conflitos profundos" e "homossexualismo não se revela natural".

Os livros citam o fato de que com a aceitação do homossexualismo não haveria a perpetuação da espécie ou então, se referindo aos ateus, sugerem que eles tenderiam a ser pessoas de comportamento violento e ameçador.

A antropóloga afirma que o conteúdo desses livros generaliza e provoca desiformação e preconceito nos ensinamentos cristãos.

AIDS - Células contaminadas são bloqueadas.

Cientistas americanos dão um novo alento às pessoas soropositivas. Uma nova vacina está sendo desenvolvida.
Dois anticorpos foram identificados com capacidade de bloquear as cepas conhecidas do vírus HIV. Ao identificar o mecanismo biológico por meio do qual os anticorpos bloqueiam o vírus, desenvolveram componentes para produzir uma vacina que pode reorganizar o sistema imunológico humano e este por sua vez, passará a produzir maiores quantidades de anticorpos semelhantes aos novos antígenos.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

quinta-feira, 8 de julho de 2010

No Senado argentino...

Contra casamento homossexual, senadores argentinos propõe união civil

Nesta quarta-feira 07/07, a Comissão de Legislação do Senado argentino criou dificuldades para aprovação de projeto de lei que iguala juridicamente as uniões homossexuais às heterossexuais. Em votação apertada, foi criado um projeto união civil, que, ao contrário da primeira idéia, proibe a adoção e a fertilização por parceiros do mesmo sexo.
O que tem de bom na notícia, é o fato de que até os senadores contrários à proposta mais geral serem a favor da união civil. Os dois projetos serão votados em 14 de julho.
Ativistas LGBTT's criticaram o novo projeto e estão confiantes que sairão vitoriosos, lembrando que, aqui no Brasil, não há projeto de lei para o casamento, só para união estável homossexual.

Reino Unido dá asilo a homossexuais estrangeiros

Reino Unido dá asilo a homossexuais estrangeiros

A Suprema Corte Britânica decidiu dar asilo a dois homens que seriam deportados do país. Ambos são respectivamente do Irã e de Camarões, países em que a homossexualidade é considerada crime.
Em comunicado, a alta corte afirmou que é uma violação dos direitos humanos ter que esconder a orientação sexual.
Essa decisão é parte das novas ações políticas públicas do governo britânico, liderado por seu primeiro-ministro David Cameron (Partido Conservador).
Esse tipo de estratégia visa diminuir a perseguição dos homossexuais no Reino Unido.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Será verdade???

Tomamos ciencia deste assunto na internet e estamos publicando para saber se alguém que presenciou o fato, possa entrar em contato conosco para nos fornecer mais detalhes sobre o ocorrido...

Diz o seguinte: No dia da parada gay na Paulista, um casal (hétero) foi cercado por várias Drag's queens que disseram que eles não podiam estar ali porque eram héteros e que aquele evento era só para gays e lésbicas. O casal contestou e apontou vários casais héteros, familias, senhores e senhoras de idade que estavam ali para se divertir e as Drags responderam que eles, os héteros, desprestigiavam o evento e que deveriam "enfiar o rabo entre as pernas e desinfetar dali".

Um casal gay que presenciou o fato disse para as Drag's, que elas deveriam se envergonhar de fazer aquilo, pois aquela era uma parada contra a homofobia e o preconceito e que elas estavam agindo de forma contrária ao que a parada estava propondo.

Quem presenciou o ocorrido, se é que realmente aconteceu, entre em contato conosco...vamos esclarecer os fatos e fazer uma campanha para que isso não torne a acontecer.

Homofobia é punida na Espanha

A Espanha possui a mais moderna legislação pró-direitos civis da população LGBTT. Em uma decisão inédita o governo castiga uma cadeia de TV que exibiu 273 vezes um anúncio antigay.
O Ministério da Indústria, Turismo e Comércio espanhol aplicou uma multa de 100 mil euros à TV Intereconomia pela exibição de um comercial qoe promovia os 364 dias de orgulho das pessoas "normais", em contraponto ao Dia do Orgulho Gay, realizado dia 28 de junho.

domingo, 4 de julho de 2010

sábado, 3 de julho de 2010

Sapataria 24hs + Club Z - Reinauguração

AO VIVO NO BLOG!!! DIRETO DO CLUB Z!!! FESTA DE REINAUGURAÇÃO!!!

DEIXE O SEU RECADO AGORA!!!

COMENTE!!!

Sobre crimes homofóbicos...

Em uma uma lista de 25 nações sobre as quais há informações disponíveis, incluindo Irã, Arabia, Somália, Argentina, Peru e Colombia, além dos principais países europeus, o Brasil ocupa o vergonhoso primeiro lugar, com mais de cem crimes homofóbicos por ano, seguido do México com 35 mortes e dos Estados Unidos, com 25.

No Brasil registra-se, portanto, um crime de ódio anti- homossexual a cada 3 dias; dois por semana; oito por mês, representando uma média de 100 homicídios anuais. A partir do ano 2000 essa média vem aumentando gradativamente, passando-se a 125 crimes por ano, sendo que em 2004 atingiu o seu recorde: 158 homicídios.



Obs: fonte de consulta - CONAD - Comissão do negro e Assuntos Antidiscriminatórios da OAB/SP

Breve histórico sobre o surgimento e conceituação do homossexualismo.

Segundo o site Wikipédia o termo"homossexual" foi criado em 1869 pelo escritor e jornalista austro-húngaro Karl-Maria Kertbeny. Segundo ele, o termo deriva do grego homos, que significa "semelhante", igual.

Historiadores afirmam que, embora o termo seja recente, a homossexualidade existe desde os primórdios da humanidade tendo havido diversas formas de abordar a questão.

Os estudos do cientista Kinsey, realizados em 1949, concluiu que 10% da população humana teria uma orientação homossexual. No entanto, outros estudos indicaram valores diferentes, tais como 4% e 14%. A principal razão para essa oscilação, encontra-se no fato de muitos homossexuais esconderem sua orientação sexual por motivos diversos, tais como medo e preconceito da sociedade.

No que diz respeito a conceituação, o termo "homofobia" foi criado em 1970, que significaria ódio, discriminação ou aversão de uma pessoa contra homossexuais. Assim, qualquer pessoa contrária ao homossexualismo ou ao movimento homossexual passou a ser taxada como homofóbica.

Todavia, ressalta-se que a palavra adotada é errônea. "Fobia" significa terror, medo irracional de algo. Nesse sentido, homofobia, seria terror aos homossexuais. No DSM (Manual de diagnóstico e estatísticas, da categoria de transtornos mentais) há a previsão de várias fobias, contudo, não se encontra a homofobia em sua relação.

Logo, chega-se a conclusão que existem dois sentidos para a palavra homofobia:

a) o primeiro, criado pelo movimento gay, que significa discordância de suas idéias: e

b) o segundo, mais ligado a area da psiquiatria, que seria o medo de homossexuais.

Diante de tais conceitos, pode-se afirmar que no Brasil, desde 2004, quando lançou-se o programa "Brasil sem homofobia", utilizou-se do primeiro sentido.


Baseado no exposto, qual a sua opinião sobre isso?



obs:. Fonte de consulta: Wikipédia e pesquisa na "A Questão da Tipificação do crime de Homofofia PL 122/06 CONAD - Comissão do negro e assuntos antidiscriminatórios da OAB/SP